segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Do fim das coisas


Sempre digo:
"_Quando eu mato,
eu enterro."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta aqui: