terça-feira, 4 de dezembro de 2012

E gozo





Fogo
é
Cio.

...

A Arte do Êxtase


Arrebatamento é uma arte.
 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Foto: Juh Moraes
 

Nas ansiedades de vários nomes


Sôfrego,
o ar tropeça nos lábios
antes de resfriar o calor da hora,
boca adentro.

Ardente


A marca da minha mão em brasa
na bunda alheia
não me traz
nenhum dilema.

Nestas tardes

Ócio preguiçoso,
naquele dia,
depois
do sexo gostoso.

A vida sexual alheia


Sucintos suspiros:
os orgasmos dos vizinhos.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Bem assim...



Eu gosto de:
te pegar gostoso,
te fazer falar mais fino,
te fazer ficar com pressa.

Me sentindo Antoine, de Martin Page

I
Eu ando gritando surdo,
chorando seco.
Eu ando de cremes, cinzas e grisés.
Eu ando sufocando: lento.
 IIAndo cansada
de picardia,
de velhacaria,
de patifaria,
de covardia
desta putaria,
sem graça, nem gozo.


III
O ano ainda tem três meses para vingar.

IV
Me desculpe, mas pensoque o sucesso de gente assimé um fracasso da humanidade.







quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Pequeno "but",

Olha, eu respeito completamente a opção. 
De verdade. Sem hipocrisias. Acredito que cada um tem que ser o que deseja.
Mas, gente, vou ser sincera, para mim  querer se tornar homem
é problema de baixo-estima.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Corpos

O que eu amo no corpo
é esse dormente e (e)iminente "estado da arte"...
Eu realmente acho que o corpo é puro devir.





Para lembrar

Deita os lábios
nas costas nuas.
Deixa digitais nas ancas.
Cobre de cortesias impróprias.
Acende com palavras rameiras.
E molho sem receios,... 
Precisão desmesurada de preenchimento.

Rarefeito

Onde eu respiro



como se respira?

Amor de TV

Desgracioso (des)amor
entre os viventes -
não possui quinhão de
garbo, nem de seriedade –
é esse professado
como cantilena, na televisão ,
na revista e no
cinema.

Da vontade


Viçoso:
seu sexo
me
hiperestimula.




 

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Alvoroço

Sou de carne
volúpia e força
e me desfaço
em tua boca -
de palavras acaloradas -
vermelha de beijos,
de lábios furiosos de
desejo
e palavras que causam furor:
como “_Meu amor...”


...Sigh...




Tem momentos que eu tenho certeza que uns 
 (muitos) viventes, nas redes sociais, 
deixaram o cérebro no vaso, logo pela manhã, ...
E não é o que se coloca flores.

Onanismo

Banheiras de hidromassagem e mulheres:
uma longa história de cumplicidade.

De um dia de domingo qualquer


Uma multidão
de chatos invadiu
 o vizinho.

Os clássicos

70 posições de camera;

7 dias de filmagem;

a música perfeita

e uma cena clássica:

hitchCock e o banho mais famoso
do cinema

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Cavalgar


Te faz égua
 – puro sangue  e vontade que és –
para mim.
Quero estar dentro de ti.

Singin´ in the Rain

don
+
Kathy
+
Cosmo =

Mulher


Não há Lolita e
bela bundinha que vença
a solidez do charme
e a força da presença
da mulher de 40

Past - Tense




Eu tenho memórias que

me assaltam e me vilipendiam

sem misericórdia.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

quarta-feira, 18 de abril de 2012

sábado, 24 de março de 2012

Ser experiência


I

Eu lá sei,
Porque fiquei 
meio assim,
pagã...

II

Sou @ put@
menos experimentada
que conheço.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Nobre ofício

 I

O meu primeiro encontro foi surpreendente.
Como uma pele que recobre carne, pode ser tão saborosa?
E que cor era aquela(!) (?), vermelho-assanhado,
colorindo toda a cabeça.

II

Língua de palato aberto, limpo e úmido,
de se mover lento -
despertando imediatamente uma mater – urgência
no corpo alheio.

III

Provada a dureza tesa do desejo 
feito da mais pura vontade,
meus olhos partem para o todo –
colhendo a reação jocosa, 
de traços no rosto,
um som prolongado 
e emudecido na boca.
Eyes wided open, bebendo 
o meu efeito em ti,
que é resposta as delícias 
que tu escondias
entre as costuras das calças jeans.

IV

Eu desembalo minha fruta predileta.
E o levo a boca.
Entre os lábios.
Desabrocha rubro e teso
Orvalhado de desejo.
Todo prosa.

V

E se te faz águas:
é porque sou mar.
E assim nos lavamos,
Nesse leva e traz.

Conto de fadas, cinderelas e dragões


Elas querem ser Cinderelas e continuar casando com o dragão.
Depois parir e educar dragões para as outras Cinderelas.
E perpetuar, assim, esse conto de fadas de merda.

Do medíocre contemporâneo

@s caras que querem preservar as mulheres dos desejos delas; @s caras que falam  em "dar para o cara certo", da importância da mulher que "se guarda"; os que enumeram as virtudes da virgindade e da preservação, ...@s sexistas, 
 são @s primeir@s a gozar. 
Como continuar tendo “sexo” se não tiver uma trouxa para enrolar?

Rush

Eu gosto 






da pressa.

segunda-feira, 19 de março de 2012

La Belle de Jour


“_Viu, eu não sou só um corpinho bonito...”, ela diz rindo aquele sorriso de menina-marota-mulher.
Respondo: "_Meu bem...Que você não é só um corpinho bonito eu sei faz tempo... Agora, vem ... E traz esse corpinho muito mais que bonito, aqui, para a minha cama...”

Eu sou




Sou corda, reflexível e forte.
E sou viva, 
cipó, verde, 
cheia de nós
tramando uma fibra.

Fim x Começo


Como não perceber o avarento momento
 do final de cena,
 do fim do casamento?
Ou/ o acalorado momento do novo,
ali, nascendo?

Caminhada

O que eu conheço d@ outr@
 é a carne que se coloca
e são as palavras 
que se desenham 
tão cheias de talento que são
 - mostrando uma parceria com a maturidade – 
ou não.
O que eu conheço d@ outr@ 
(a) é ação e reação...
Chei@de timing ou permissividade –
ou amarrad@ no caudalento rigor
que se chama mediocridade.

 O que eu sei d@ outr@ 
é o que eu já vi, ouvi
E de um outro tanto,
que vivi.

Interrogação

Eu me pergunto 
que fibra tem quem exige fibra;
que coragem tem, 
quem demanda coragem.

Palavras del@


El@ me chama:
 “de olho de mar 
e palavras de  flor”.

Práticas


Ela pratica
o flerte
na rede.



Na rede

X.
meu bem
vontade de dar
para vc
vontade que vc me pegue
me conduza gostoso
vc dentro de mim e eu dentro de ti

Y.
Fala, meu bem, fala...

X.
me coloca no teu colo
me pega com força e jeito
e deixa eu olhar
 teu olho a dentro
Y.
...
molhei

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Embriaguez voluntária

Não tenho vontade de me embriagar...
...A não ser de beleza,
a não ser da arte,
a não ser do riso,
a não ser da carne.