quarta-feira, 20 de julho de 2011

Contrato social

I

Ela morre de medo
que todo mundo descubra
 que ela não é extra-ordinária...
Que ela não passa e só é: ordinária.


II
Tem gente que para ordinária,
precisa da clareza da perspicácia,
o talento da interpretação,
a psicopatia moderna no trato social,
a sociopatia...
Tem gente que para ordinária:
não falta nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta aqui: