sábado, 4 de dezembro de 2010

Fotografia

I

Queria tê-la guardado ontem - em arquivo RAW, no mínimo TIFF, com a melhor qualidade – naquela lenta aproximação. Sorriso no rosto, mão erguendo a barra do vestido que caía sob os pés quase-desnudos, que acariciavam o petit pave.
Ela caminha rápido.
Estendemos um cabo, uma linha invisível que liga olhos atráves da "Fonte da Memória", dentro da sexta-feira curitibana, cheia de gente, na noite agradável. Segundos depois, desembaraço de beijos e abraços, a boca tecendo intimidades no ouvido,e  as palmas das mãos, como aveludados ganchos, trazem os corpos para mais perto, segredando o desejo do toque.

II

Na retirada: costas desnudas, domínio na física no
correr de salto.

III

Queria tê-la guardado em película, entre as luzes amarelas, vigorosas e quentes daquele palácio.

Um comentário:

Sinta aqui: