quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Sabendo

Meus ferimentos são profundos,
onde, mais que me desconhecer,
não me reconheço.

Há em mim doces melodias que o tempo emudeceu.
Brotam reações, abruptas:
apoplexias apoplécticas,
soluções imediatas,
obliterações escaganifobéticas.

Ainda assim,  sou aquilo que há aqui:
considerações,
amores,
mansidão,
paixão,
calor,
sossego,
sem confusão.
...
...
(É. ... Isso aí...
E  tudo-
- tudo - tudo
faz parte de mim.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta aqui: