terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ação entre mulheres

Queima o corpo, a ponta da língua tensa.
Amolece o músculo: a língua dança.
Umedece a alma: a língua que desliza e desvenda o capuz.
A língua que se intromete entre lábios já partidos,
que se roça na carne, que se infiltra, que entra,
que oraliza, que verbaliza e após,
consumada a pira,
de brasa à cinza
a língua prosa,
agora descansa,
gostosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta aqui: