segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Pedaços inteiros

Da minha cama não pululam fantasmas
e resquícios de muitas gentes, de multidões,
nem de ex-amores ausentes.

Posso sim ser
 fantasma de outras camas
e estar na multidão
de outras gentes.
Mas isso pouco me importa,
quero o que anda,
arranha
 se despe
contenta,
 manha
e assanha,
que esta
na minha
cama.


Da liberdade

Gosto de minha casa, de ser livre assim e de estar perto de mim. 
Gosto de ser minha dona, mandar “no meu nariz”. Gosto de saciar desejos de certas bocas (certas), do frêmito andando na pele, do colorido da mente. Gosto do sol. Gosto do poente. Gosto de alguma gente. E da noite, que dá “contra-luz” de presente.
Gosto de estar comigo e de poder estar ausente.


Como: verbo transitivo, intransitivo, conjunção, advérbio, pronome, substantivo masculino(?)

Como
chocolate que derrete na boca:
toblerone e você.


Perfeições

Gosto do sexo feito a duas,
do desejo casado,
de dar
e receber,
da vontade ávida,
do agora,
da languidez,
da prorrogação.
do enfim,
da sedução.


Verso emprestado

Toma mel.
Toma-me.

Reconhecer

Eu vi um medo dolorido, em carne viva, daquel@ que não se reconheceu na dor do amor. Doeu em mim ver dolorid(a)- mente
de quem até agora
há pouco
era sonho fremente.

Eu me comovi com aquela tristeza crua sob a mesa. 
Com os amplos movimentos das mãos em negação, com as palavras ritmadas e secas.
El@ não viu, mas puxei-a contra o peito e quis ajudá-l@ a restabelecer aqueles batimentos.

Do desejo

Desejo
engolindo
espaços. Devorando
coisas.

Da percepção

O medo bóia vivo
nos olhos de garça da menina.

O desejo ruge alto
na boca da leoa-mulher.


Passados pueris II

Os sonhos, os celulares, as mensagens
são todas do gênero masculino.
Me pergunto
 o que ela ainda anda fazendo comigo

...II

Seis - sete horas sentada no costão da praia do Ouvidor .
Sem pressa de me ir embora.

De viver

Não sabes, mas meu coração é um cookie,
que mordes com carinho,
pedaço por pedaço,
(os farelinhos ficaram na palma da mão)


Conceitos

Conceitos que a gente conhece:

 I
Usar:
Costumar, ter por hábito; empregar, servir-se de; deteriorar pelo uso, cotiar; trazer habitualmente;  gastar-se com o uso;...

 II

Confiar:
“Entregar (alguma coisa) a alguém
sem receio de a perder ou de sofrer dano.”

 III

Aleivosia:
faz
Parte
Da vida
(?)

IV

Insídia: impulso.

Coração no playground

Como não ser sarcástic@
Quando a pessoa que você mais ama
te faz de gato e sapato?


World piece

I lost my peace to her world.

Past tense

Eu sei que quando eu for,
que quando você tiver ido,
eu serei outra pessoa.
Mas te deixar ir
anda arregaçando meus sentidos.

Fome de deixar só

Glutona,
não bastou
comer a carne,
mordiscar o íntimo,
entornar o copo,
comer al dente,
saciar a fome,
repetir a dose,
refazer o prato...

O buffet inteiro não seria suficiente.

Passados pueris

O que el@ tinha para me ensinar,
el@ ensinou:
e tudo agora,
cheio de dor.